Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



NATALidade

05.04.20

09-12-2019-08-58-21.jpg

A capa do jornal não deixava espaço para o bolo rei do Natal: natalidade volta a subir mas interior fica para trás.

Dentro da notícia dizia-se que dentro do país, o menos é de tal maneira crescente que “o Interior fica cada vez Mais para trás”. Este “Mais” é um traço de destino para a fava.

Neste deve e haver de nascimentos e óbitos, o saldo é vermelho. O nascer está a perder com a morte. Pouca sorte. O Interior quando conta as pessoas apura “um caixa” de cada vez menos e…mais velhos.

É dramático. Muitos a sair, poucos a nascer e a paisagem humana cada vez mais grisalha.

Falta gente (jovem) em todo lado, em qualquer lado.

A demografia é a terrível radiografia do poder autárquico do Interior.

Vê-se tudo. E é evidente que os medicamentos já não fazem efeito. Duas décadas de discursos, debates, programas, anúncios, festas e eventos e é isto: são cada vez menos os que ficam, são cada vez mais os que não fazem filhos.

O poder autárquico do Interior pode não ser muito, mas a derrota é grande. A bandeira da proximidade sofre cada vez mais de falta de próximos.

O que fazer? Eis a questão. Eis a grande questão.

Talvez começar por um sobressalto.

A demografia exige que quem quer um país Inteiro fale alto e se foque de alto a baixo no desafio.

A natalidade não é uma prioridade, é uma necessidade. E ninguém faz filhos com luzinhas de natal e comboinhos. Filhos sempre rimou com sarilhos. Hoje a rima é mais forte. É fácil de dizer, não é fácil de resolver, se insistimos em não ver…e procurar entender.

Mas o que fazer? Eis a questão. Outra vez a questão!

Talvez importar pessoas.

Sem natalidade, a felicidade pode estar na contramão do vir com o ir.

O Interior vai ter que a abrir o coração à Imigração!

Sim, ou Interior vai fazer “compras no mercado” das Pessoas, ou vai parar perto, no deserto.

Vitor Neves

(publicado no jornal Folha do Centro, 19 Dezembro de 2019)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D