Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Portugal

23.11.13

Portugal.

Talvez o melhor país do mundo para viver!

Talvez o melhor país do mundo para viver com sol!

Talvez o melhor país do mundo para viver com o sabor de uma gastronomia rica, variada, farta!

Talvez o melhor país do mundo para viver o prazer de beber um vinho único, distinto, tão austero quanto doce!

Portugal

Talvez o melhor país do mundo para viver em segurança!

Talvez o melhor país do mundo para viver com o mar, a montanha e a planície!

Talvez o melhor pais do mundo para viver com a música, a dança, a escrita, o desporto, a natureza!

Portugal

Talvez o melhor país do mundo para viver a gerar riqueza, a produzir, a trabalhar!

Talvez o melhor país do mundo para viver e ter filhos, e ter avós, e ter amigos!

Talvez o melhor país do mundo para viver...A SORRIR!

 

E, neste Potugal assim, sente-se um...

Vazio 

Um dia talvez se consiga fazer a História destes anos, deste terrível começo de século que levou Portugal para o vazio onde nos encontramos, um vazio tecido por uma nova emigração que procura, outra vez fora de Portugal, o que o país lhe não pode dar;

um vazio de ideias e de protagonistas políticos, um vazio que vive no conformismo, que não tem rasgo além da obediência.

Este nosso Portugal é o retrato de um país que encomendou estudos que ignorou;

que teve oportunidades que desbaratou;

que recebeu milhões que desperdiçou;

que foi megalómano ao ponto de deixar o básico e fazer o supérfluo;

que não conseguiu pôr a justiça a funcionar a metade do ritmo a que aumentou impostos.

Este é ainda o país onde o Estado entende que a sua missão é dificultar e não ajudar a criar.

 

É um país carregado de oportunidades, mas perito em semear dificuldades.

 

Dantes, tínhamos industriais, mas não tínhamos designers; hoje temos designers, mas não temos novos industriais.

As coisas parece que crescem onde não devem, e encolhem onde deviam aumentar.

 

Portugal, de que é que tu estás à espera?

https://www.youtube.com/watch?v=HXH3IiqRU7o 

(clique aqui, para ouvir e ver Jorge Palma a interpretar «Portugal, Portugal» no Metro de Lisboa)

 

(texto «Vazio» de Manuel Falcão, Esquina do Rio, blog e publicado no Jornal de Negócios; e música de Jorge Palma, «Portugal, Portugal») 

 

(partilhado em ca$h resto z€ro/rádio, segunda-feira, 25 de Novembro, 18:30, na Rádio Boa Nova em FM 100.2 e em radioboanova.com)   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:51


1 comentário

De Rita Lobo Machado a 23.11.2013 às 17:34

Poucos portugueses foram capazes de fazer algo pelo país.
E o país só foi capaz de fazer por poucos portugueses e fáceis de identificar.
Chegamos aqui...ao que eu considero a perda da soberania.
Os Governos de hoje e de amanhã serão as marionetas da troika.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D